Conservadorismo à brasileira

Rachel Sheherazade-conservadoraUma pesquisa CNT/MDA mostrou que as duas instituições em que os brasileiros mais confiam são a Igreja (sem especificação de segmentos) e as Forças Armadas, com 53,5% e 15,5% das preferências, respectivamente. Por outro lado, o governo, o Congresso Nacional e os Partidos políticos são apontados como os agentes menos confiáveis pela sociedade. Essa pesquisa revela uma questão histórica, de longa duração. Continue lendo

Considerações sobre o debate na Globo acerca do Estado laico

imagesCreio que os leitores devem ter visto o debate sobre o Estado laico no Programa Na Moral da última quinta (01/08) na TV Globo. O debate contou com a participação do padre Jorjão, do pastor Silas Malafaia, do ateu Daniel Sottomaior e um representante umbandista cujo nome agora me escapa. Uma interrogação que tive foi por que a edição do programa, que atingiu recorde de audiência segundo alguns sites, enfatizou muito mais as intervenções de Malafaia do que dos demais arguidores? Acontece que nos últimos tempos Malafaia se tornou uma isca importante para atrair audiência a qualquer programa de televisão por seu estilo histriônico de falar, que não dispensa palavras chulas e de baixo calão e por reportar-se aos demais de maneira intimidatória. Continue lendo

Feliciano e o fortalecimento da direita religiosa

cdhmÉ preciso admitir: o que aconteceu com o deputado pastor Marcos Feliciano nas últimas semanas foi uma verdadeira execração pública. Embora ele realmente não seja a pessoa mais apta a presidir a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara (até FHC reconheceu que foi um erro), por outro lado ele não fez nada que pudesse legalmente impedi-lo de estar lá. Investigaram sua vida, reviraram-na do avesso e o que encontraram? Um sorrateiro calote por não ter comparecido a um evento religioso para o qual já tinha confirmado sua presença, um culto religioso em que pede descaradamente doações financeiras aos fiéis (e nisso ele não se diferencia de outros figurões neopentecostais maiores do que ele que fazem coisas piores) e frases soltas no twitter. O problema maior não é o seu passado, mas o fato de a CDHM ter sido criada para atender a determinadas demandas contra as quais Feliciano se opõe frontalmente. Mas também é preciso perceber que ele chegou aí através de uma barganha política entre o governo (que preferiu indicar presidentes para comissões estrategicamente mais importantes) e a base aliada. A situação é delicada porque é uma navalha de dois gumes. Continue lendo

O que quer Silas Malafaia?

silas-malafaiaDepois da entrevista de Silas Malafaia com Marília Gabriela no último domingo, dia 03, a apresentadora concedeu uma entrevista em que afirma que agora entende porque ele tem tanta audiência entre os evangélicos: é muito enfático, segundo ela. Afirmou ainda que, pela primeira vez, teve de manifestar sua opinião, contrapondo-se a um convidado do programa. O que Marília falou e sentiu é importante porque desvela a estratégia de Malafaia para tornar-se o líder que hoje é. Continue lendo