Criação e Evolução: notas sobre um debate sem fim

charles_darwin_jovemQuando Charles Darwin publicou A Origem das Espécies em 1859 muitos líderes religiosos se sentiram profundamente ofendidos. Esse sentimento, porém, não era algo novo. Ele já existia há cerca de três séculos quando Copérnico e Galileu demonstraram que a Terra não é o centro do universo. Tanto Copérnico quanto Darwin, em épocas diferentes, puseram no chão duas crenças fortemente arraigadas na cristandade ocidental: a de que nós ocupamos um lugar privilegiado no cosmo, com o Paraíso logo acima e o inferno abaixo e a de que somos seres especiais, feitos à imagem e semelhança de um criador caprichoso e onipotente. Continuar lendo