Como o petismo corrompeu as esquerdas?

palocci-presoA Laja Jato é seletiva, só prende e investiga gente do PT. Moro foi treinado pela CIA. O impeachment foi arquitetado com o apoio dos norte-americanos que querem nosso pré-sal. Moro mandou prender Cunha para preparar a sociedade para a prisão de Lula. O golpe foi feito para acabarem com os programas sociais. A mídia golpista manipula as pessoas. O impeachment foi um golpe na democracia…

Há meses essas frases se tornaram verdades prontas e incontestáveis proferidas por intelectuais, militantes e os sites pagos do PT. Existe hoje no Brasil uma quantidade expressiva de pessoas que não consegue ter uma visão progressista sem o PT. Para muitos, defender o petismo se tornou algo como um vício: simplesmente não sabem não agir dessa forma.

Cunha foi cassado. Era algo que muitos petistas reclamavam. Como pode um deputado que comprovadamente tinha contas ilegais no exterior, onde guardava dinheiro de propinas, continuar exercendo o mandato e, pior, presidindo a Câmara dos deputados?

Cunha foi preso. Era algo que muitos petistas também reclamavam. Por que a Lava Jato levava tanta gente do PT presa mas não o Cunha? Mas justamente quando Cunha foi preso os petistas não gostaram. Começaram a espalhar nas redes sociais que aquilo era um teatro, uma encenação para preparar a sociedade para a prisão de Lula. Não importa quem a Lava Jato prenda agora que não seja do PT: tudo não passará de um engodo para prender Lula.

Lula, o messias. Uma postagem que viralizou há meses dizia que sem Lula e o PT não haverá mais política social, emprego, carro próprio, direitos trabalhistas, financiamento estudantil. Não era uma brincadeira. A pessoa que publicou isso e outros milhares que compartilharam realmente acreditavam naquelas palavras.

Para uma multidão de brasileiros, continuar a ser progressista sem o PT se tornou impensável. Como o petismo corrompeu tanto as esquerdas? O partido se tornou a expressão maior de uma coletividade que, sem ele ou frente à sua ruína, se tornou incapaz de pensar.

Lula repete exaustivamente que é perseguido pela justiça porque seu governo tirou milhões de pessoas da pobreza e fez outros tantos pobres andarem de avião. Os militantes que acreditam nisso precisam fechar os olhos para o fato de o PT ter se tornado uma organização criminosa, cujos quadros passaram a ter como objetivo maior se locupletarem. Lula não entende que o Petrolão que ele deixou correr solto comprometeu de forma irreversível as conquistas sociais de seu governo.

A diferença básica entre o PT e os outros partidos é que o PT roubou para fazer política social e os outros roubaram para não fazer (quase) nada. Isso não torna o roubo petista moralmente justificável (algo que muitos militantes de esquerda teimam em não entender), apenas coloca diante de nós o desafio de fazer política sem gangsterismo de Estado, sem populismo e sem personalismo.

Embora tenha se tornado meio clichê dizer que a corrupção é um problema endêmico no Brasil, muitos não têm clareza do quanto isso representa um entrave ao país. Fernando Henrique Cardoso expressou isso em uma entrevista recente quando disse: “Você quer melhorar, modernizar, avançar, ser progressista. Mas você precisa dos partidos que existem. E o que existe, a maior parte, é isso. Infelizmente, nós não fomos capazes de superar esses entraves enormes, que eu chamo de atraso. Não é direita e esquerda. É outra coisa, é cultural. São pessoas que querem tirar proveito do Estado[1].”

Isso não significa que devemos absolver moralmente o PT e que o partido não poderia ter evitado que o país chegasse ao buraco onde chegou. Além disso, não se trataram apenas de erros pontuais, mas crimes muito bem planejados e arquitetados numa escala que ainda não tinha sido vista no país.

Com a crise moral das esquerdas, o que restou para muitos militantes foi recorrer a teorias conspiratórias. Exatamente a postura que criticamos na extrema direita, com sua paranoia sobre comunismo e Foro de São Paulo, agora muitos adotam em relação à CIA e ao governo americano. Antes, somente a direita em peso costumava ser limítrofe. Agora, as esquerdas seguem o mesmo caminho.

Na década de 1950, Raymond Aron escreveu um livro brilhante chamado “O ópio dos intelectuais”. Nessa obra, ele fez críticas ásperas à esquerda francesa. Mutatis mutandis, muito do que foi escrito ali pode ser estendido à forma como nossa esquerda tem reagido à Lava Jato e ao impeachment.

Isso inclui outras legendas como o PSOL. O partido que leva o substantivo liberdade na sigla defende tudo o que é antidemocrático no mundo. O PSOL adotou uma postura aguerrida contra o impeachment e se tornou um segundo PT ao abraçar a narrativa do golpe de forma acrítica. Seu antiamericanismo e sua doutrina dos anos 1950 fazem do PSOL uma esquerda retrógrada, não progressista.

Não se pode esperar autocrítica da esquerda porque sua visão de mundo tende a ser messiânica. Seus erros sempre são diminuídos por seus ideais. A autocrítica só é possível para quem entende que não detém a verdade sobre o mundo. Arrastadas pelo petismo para uma visão maniqueísta da sociedade e empobrecidas intelectualmente, as esquerdas não podem dizer algo novo, propor algo novo, elaborar um novo projeto de país.

[1]http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2016/09/07/para-fhc-o-pt-e-ate-o-psdb-viraram-velharia/

Leia também: 

O que houve com a alternativa de esquerda na América Latina? 

Anúncios

24 comentários sobre “Como o petismo corrompeu as esquerdas?

  1. JOSÉ ROBERTO DE LIMA MACHADO 22/10/2016 / 23:55

    O debate que urge é:queremos ser uma sociedade capitalista(neo-liberal, democrática), ou socialista(estatizante,centralizadora,intervencionista).Queremos competição e meritocracia ou aulicismo,bajulação,clientelismo e capitalismo de estado(economia socialista externa).Queremos participar da economia mundial desenvolvida ou da economia fracassada de pequenos grupos(cada vez menor).O Capitalismo moderno exige um Estado mínimo, porém com funções sociais relevantes e bem definidas.O Estado existe basicamente como arcabouço básico(infraestrutura) para o funcionamento pleno do “Empreendedorismo”, motor da dinâmica/mobilidade social.Hoje em baixo, amanhã em cima.E vice-versa.

    • Bertone Sousa 23/10/2016 / 0:04

      José, também não é bem assim: preto no branco. Empreendedorismo e neoliberalismo se tornaram conceitos vazios no Brasil por terem servido mais a interesses ideológicos. O Estado não deve servir apenas para infraestrutura. Em nenhum lugar o Estado existe em função disso. Esse liberalismo econômico capenga que defendem no Brasil é tão tosco quanto o socialismo defendido por outros.

      • JOSÉ ROBERTO DE LIMA MACHADO 23/10/2016 / 0:47

        Não pretendo uma abordagem radical(preto no branco,ou branco no preto),não funciona.Mas, que assuma o “real” conceito/core das “doutrinas sócio-econômica” – mercado ou não mercado.Estado em “Primeiro Plano/Segundo Plano”.Estado a “criar condições” para o cidadão/cidadania, ou contrário.Quanto a tortuosidade/capenga do emprego/prática das “Escolas/conceitos”, concordo plenamente.Somos,politicamente, a meu ver, um híbrido que herdou a pior genética do par.Mas que pode, mediante reação,principalmente da “omissa” classe média,começar um processo de “depuração”(gerações). A meu ver, a Civilização é filha do Mercado.Ao agredir,distorcer,impedir, essa “instituição”, estaremos nos “des-civilizando”(?).Não acredito em “indefinições políticas casuísticas”; como “mais ou menos,”o melhor dos dois”, etc.Não se sustenta(o melhor está sustentado pelo pior e vice…).O Estado, como garantidor da Cidadania (leis sintonizadas com a Nação e cumprimento das mesmas)-parte do “arcabouço/plataforma.

      • Marcus Caneschi 24/10/2016 / 6:53

        Concordo, aqui no Brasil os lucros devem ser privados, já os prejuízos, socializados. Parece alguns técnicos de futebol que tem por aí… “eu ganhei, nós perdemos”.

    • Marcus Canesqui 28/10/2016 / 1:14

      Resumindo: Os lucros são privados e os prejuízos estatizados. Os ricos são financiados pelo governo e o pobre ganha um carnê para pagar.

  2. JOSÉ ROBERTO DE LIMA MACHADO 23/10/2016 / 1:14

    Então,se o problema é o INTERESSE IDEOLÓGICO,vamos superá-lo com informações e conhecimento.A “conectividade” será a ferramenta.Argumentos construídos sobre a “lógica” dos conceitos e aplicação nas diversas sociedades.Levando em conta as “irregularidades” normais(Teoria do Caos).O BIG DATA e o BI,poderão conduzir a um “conhecimento” novo do real Capitalismo e Socialismo.Livre do “ranço” dos cenários da Rainha Vitória e Rev Industrial, e do importante “contraditório” do Marx.Colocando esses fatos históricos nos seus devidos lugares temporais.Precisamos nos livrar dos “Líderes, ou Grande Líderes”, atuais imunes a qualquer “lógica” ou “razão”.Será a lógica do BIG DATA e a “razão” da cidadania/sociedade politicamente organizada.

  3. JOSÉ ROBERTO DE LIMA MACHADO 23/10/2016 / 1:20

    Não foi o Tocantins, que deu vitória plena ao PT?…preocupante sob as circunstâncias atuais.Sou Nordestino(pernambucano) e “já” votei no PT. Acredito, que tenha evoluído.Não voto mais.

  4. lucemiro1405 23/10/2016 / 9:53

    Bertone: seria interessante uma análise sua a respeito do PSOL, pois não vejo nada daquilo que vc fala. Uma corrente chamada CST, por exemplo, apoiou em certo grau o impeachment. Luciana Genro também disse: “quem estiver podre, que caia”, posição com a qual concordo. Para mim, PSOL é linha auxiliar do PT, uma esquerda pós-moderna e focada em comportamentos.

  5. Marcus Caneschi 24/10/2016 / 6:59

    O problema no Brasil, não é ideológico, nem de siglas partidárias. O problemas são as pessoas que fazem parte da engrenagem. “A diferença básica entre o PT e os outros partidos é que o PT roubou para fazer política social e os outros roubaram para não fazer (quase) nada.” Isso ja foi o suficiente para deixar a meia duzia que detém 99% da riqueza de cabelos em pé.

  6. Roberto 24/10/2016 / 8:15

    sabe qual o problema dos EUA estarem por detras do golpe ser uma teoria conspiratória? Porque os dados para comprovar a teoria dependem da transparencia e controle daqueles proprios que produzem os fatos. Somos refens do status quo.

  7. Flavio Victor 24/10/2016 / 11:34

    Professor, conheci o seu blog por suas críticas monstras ao VocêSabeQuem. A cada nova postagem, percebo que a esquerda realmente tem gente inteligente e muito bem informada para não cair em mentiras grotescas. Mentiras que são inventadas pelos “gurus” da direita e são propagadas pelos seus discípulos.

  8. Lucas 24/10/2016 / 16:23

    Post e blog lamentáveis, infelizmente percebi que Bertone Sousa é mais liberal social do que um marxista ortodoxo autêntico… Que decepção senhor Bertone.

    • Bertone Sousa 24/10/2016 / 18:53

      Marxista ortodoxo? Hahahaha. Lucas você quer um ideólogo e aqui realmente não vai encontrar.

      • Lucas 25/10/2016 / 18:24

        Que pena por isso eu lamento. Infelizmente eu pessoalmente esperava mais do senhor (e de seu blog) como “formadores de opinião“ de certa forma uma construção de uma alternativa revolucionária autêntica, pelo menos uma vontade emancipação social, infelizmente pelo que li o senhor entrar mais para um liberalismo social conformista… cujo viés marxista é totalmente vazio categorizar numa visão pós-modernista da esquerda, isso que eu vejo como lamentável.

      • Bertone Sousa 25/10/2016 / 19:16

        Lucas, pode lamentar o quanto quiser. Não escrevo para militantes. Não faço militância ideológica. Esquerda e direita sempre serão criticadas aqui quando se mostrarem reducionistas e autoritárias. Você quer me enquadrar ideologicamente mas não pode porque não coloco ideologia à frente do que escrevo. Primeiro analiso os eventos, depois faço as ponderações colocando conceitos, críticas ou abordagens pertinentes ao que escrevo. Pare de procurar guru que escreva coisas com as quais você já concorda, pare de agir como adolescente de início de graduação em ciências sociais e pare com esses clichês bobos que não explicam nada.

  9. JOSÉ ROBERTO DE LIMA MACHADO 24/10/2016 / 20:11

    Temos inteligências nos dois lados.Senão,não estaríamos “debatendo” aqui.Nem existiria.O problema, são os que não aceitam evoluir/mudar e usam a sua capacidade para encontrar “razões/desculpas”.Verdadeiras “contas de chegar”.Não estão a procura da verdade real e prática.Muito pior, são os “ovelhas” que só querem “encarnerar” e repetir mantras.Falo dos dois lados.Acredito na dinâmica dos “ciclos.Salvo outros juízos,o atual não é favorável ao pregado pela esquerda. No futuro, poderá voltar a ser.Talvez, depois de uma hecatombe,Apocalipse(rsrsrs).Existem momentos e cenários. Nada é definitivo.O cerne Liberal(Estado mínimo ou ausente)já foi uma bandeira Socialista(Esq&Dir – Murray Rothbard).

  10. JOSÉ ROBERTO DE LIMA MACHADO 24/10/2016 / 20:43

    Estou encarando este espaço como uma área de debates.Sem previsão de vencedores ou teorias/conceitos certos ou errados.Suportado por textos e argumentos Históricos, Científicos, gerados por expert(Mestre/Doutor)cognitivamente/didaticamente honesto.Embora, humano e com suas preferências,mas sem deixar se contaminar(difícil). Como o título diz,”Pensando o Mundo e a Sociedade sob uma Perspectiva Histórica”.Vejo como capaz de iniciar(start)um processo dialético que leve a novas sínteses e antíteses…e teses e sínteses e antíteses….

  11. JOSÉ ROBERTO DE LIMA MACHADO 24/10/2016 / 20:50

    O Estado não pode ter Lucro.Os prejuízos terá que ser debitado nos potenciais “lucradores”.O prejuízo só é do Estado, quando há corrupção.

    • Marcus Caneschi 01/11/2016 / 15:52

      E quando compram papéis podres de bancos privados, financiam bilionários para se tornarem mais ricos a juros baixos, quando o pobre paga 100% de juros ao dia para pagar a conta de luz. O estado pode ter lucro sim, mas esse lucro tem que ser investido em melhorias para o povo e não para pagar os jantares da CNI.

  12. Ferdnando Ornellas 25/10/2016 / 9:18

    Olá professor Bertone, lendo seu texto noto uma grande verdade: os petistas tem dificuldade de fazer autocrítica e não conseguem formular um pensamento livre que não esteja articulado com o partido. Porém, como cidadão e também professor de História, pergunto-me às vezes para onde estamos caminhando. Pois o sistema político do Brasil permanece o mesmo, rançoso e endêmico em matéria de corrupção, ou seja, qualquer partido que se fixa neste sistema acaba se corrompendo direta ou indiretamente. Há também uma direita ultraconservadora em ascensão, solapando as bases de uma sociedade laica, perseguindo minorias e retirando direitos sociais conquistados. Parece que não há onde recorrermos a não ser à nossa inteligência. Sabe, professor, às vezes sinto vontade de anular meu voto ou votar em branco, mas isso também não é legal, pois em uma Democracia, se eu não exercer meu direito de escolha, outro irá escolher por mim. Enfim, creio que muitos compartilham dessa mesma angústia que eu.

    Abraços, Bertone.

  13. Professor. Acredito que o argumento que está no automático pra defender lula está no mesmo nível intelectual dos argumentos automáticos anteriores a 2002, onde se acreditava que lula eleito fecharia as igrejas e não seria permitido possuir mais do que um imóvel. Infelizmente esse embate entre duas militâncias radicais não demonstra estar próxima de chegar a uma síntese hegeliana mais coerente.

  14. Felipe 26/10/2016 / 14:31

    Olá, Bertone. Primeiramente, ótimo texto. Foi muito esclarecedor e é sempre bom ler/ouvir pontos de vista. Só tenho uma dúvida, vc pretende falar sobre a famigerada pec 241 ? Muitas pessoas estão falando sobre ela recentemente e seria ótimo saber a sua opinião. Parabéns pelo site e continue assim, abraços.

  15. abner 30/10/2016 / 13:58

    Bertone, tenho acompanhado seus textos e suas últimas postagens no fb, assim como tenho acompanhado as respostas deixadas pelos seus seguidores tanto aqui como lá. Como se sente em estar lado a lado, de certa forma, com o tipo de público que você sempre criticou aqui no blog, durante esses anos?

    • Bertone Sousa 30/10/2016 / 14:10

      Abner, sua pergunta tola e capciosa é só mais uma confirmação de meu texto de que o petista ficou tão limítrofe que não consegue mais pensar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s