A confusão mental dos seguidores de Olavo de Carvalho

mussoliniHá alguns meses publiquei neste blog dois textos sobre um jornalista que se auto-intitula filósofo chamado Olavo de Carvalho. Para minha surpresa, nos últimos dias tenho recebido um enxurrada de comentários raivosos, de pessoas que vêm aqui xingando e descarregando todo tipo de insanidades contra essas duas postagens. Só aprovei aqueles comentários de pessoas que falam com o mínimo de civilidade. Pois bem: todas essas pessoas são seguidoras e admiradoras do tal Olavo de Carvalho.

A questão é que acompanhei durante alguns meses as postagens de textos e vídeos do site do qual Olavo é dono: o Mídia sem Máscara. Como já falei em outras postagens, o site é exclusivamente voltado a falar mal (nem posso dizer que são análises porque não há análises sérias ali, apenas esculachos) da esquerda, do marxismo, do PT, do MST, de Lula, da Dilma, de tudo o que não seja de extrema direita e que não esteja vinculada a uma visão de mundo conservadora, fascista e cristã.

Mas os colunistas são uma verdadeira piada: há um tal de Julio Severo, um protestante homofóbico; Graça Salgueiro, uma senhora que vive desejando golpes militares de direita na América Latina (uma característica desses colunistas: golpes militares podem, desde que sejam de direita e mesmo que sejam contra governos de esquerda eleitos democraticamente); Nivaldo Cordeiro, que praticamente repete as mesmas asneiras ditas e escritas por Olavo de Carvalho, entre vários outros.

Entre um desses admiradores de Olavo está um tal de Leonardo Bruno, que edita um blog chamado Conde Loppeux de La Villanueva e também escreve para o Mídia sem Máscara, mas em quem eu nunca tinha prestado atenção até ele vir aqui me anunciar uma postagem que ele fez respondendo à minha “Olavo de Carvalho e a pieguice intelectual brasileira”.  Leonardo é um blogueiro de orientação fascista que xinga a todos os que não estão alinhados a suas ideias. Em um desses comentários, me falou que não interessa que eu tenha publicado artigos e livros porque a universidade brasileira é tão insignificante quanto eu. Agora vejam só: um homem que considera a universidade insignificante apenas porque ela não é a imagem e semelhança do que ele acha que tem que ser. O sujeito é tão ignorante que não entende nada de linguística e antropologia (segundo ele próprio) e fala que essas duas áreas do conhecimento servem apenas para empregar pessoas. Mas pessoas de orientação fascista não suportam a universidade enquanto centro de livre discussão de ideias; ela só é útil pra eles se estiver livre de qualquer oposição e rigidamente controlada por um Estado de extrema direita. Ora, a academia ainda é um dos poucos espaços na sociedade onde convivem ideias pluralistas, há intelectuais de direita, de esquerda, outros que estabelecem diálogos com ambos sem necessariamente aderir a um lado ou a outro.

A universidade brasileira ainda tem menos de cem anos mas tem dado contribuições inestimáveis à sociedade. No campo da historiografia, por exemplo, que é a minha área, há expoentes reconhecidos internacionalmente por suas pesquisas. O Brasil possui uma historiografia abundante e bem consolidada e o Sr. Leonardo Bruno generaliza dizendo que nossas universidades são insignificantes. Acontece que não é possível nem dialogar com ele porque tudo o que fala se resume xingamentos, desqualificação do interlocutor, escárnios, uma verdadeira baixaria sem fim, bem ao estilo de Olavo de Carvalho, de quem seus seguidores imitam os trejeitos. Leonardo Bruno é um apedeuta que sai vomitando esculachos e intimidações contra os outros na internet. E outros como ele acham isso o máximo, afinal, demonstração de intelectualidade para eles é distribuir palavrões gratuitos.

Leonardo Bruno é um sujeito que não teve competência para concluir um curso de graduação em História e hoje fica na internet achincalhando a tudo e a todos de quem discorda. Vi alguns de seus vídeos no Youtube, onde é possível ver o quanto o homem é mesquinho, rude, pedante. Ele simplesmente não argumenta, apenas ofende. E então fiquei pensando: essa é a cara da direita brasileira formada pelo Sr. Olavo de Carvalho: uma direita que despreza a universidade e cultiva o ideário fascista.

Todos são saudosistas da ditadura. Olavo de Carvalho costuma dizer em seus vídeos que o maior erro do regime militar foi não ter acabado com a esquerda. Ou seja, para eles deveria ter acontecido aquilo que Mussolini e Francisco Franco tentaram fazer na Itália e na Espanha, respectivamente: liquidar fisicamente a oposição de esquerda. Curioso é que eles gostam de falar do Gulag e das vítimas soviéticas, mas os crimes contra a humanidade perpetrados por ditadores de direita são considerados normais para estes senhores. Eles idealizam o regime militar como o paraíso do desenvolvimento brasileiro.

Para tomarmos esse assunto como exemplo, o que fez a ditadura militar foi promover um crescimento econômico desordenado que levou a uma falência da máquina estatal. Evaldo Vieira em “Viagem Incompleta: a grande transação” informa que entre 1956 e 1983 a dívida externa brasileira cresceu 3.400%, passando de 2,5 bilhões de dólares para 90 bilhões. Em 1980 a inflação era de 110,2% e, apenas quatro anos depois, havia saltado para 223,7%. Por isso a década 1980 foi de estagnação econômica para o Brasil. A degradação do salário mínimo fez com que os produtos básicos para alimentação custassem mais de 60% da renda mensal dos trabalhadores.

O desemprego cresceu exponencialmente: na região metropolitana de São Paulo, por exemplo, o número de desempregados atingiu 15% da população economicamente ativa. Mas é claro que Leonardo Bruno não sabe disso, porque seu “professor” Olavo de Carvalho não traz essas informações. A ditadura militar é que foi boa, independente do fato se as pessoas estavam passando fome ou sem trabalho. O importante para esses fascistas é que a esquerda não esteja no poder, não importa o quanto a população esteja sendo massacrada.

Os militares depuseram um governo eleito democraticamente (Goulart era vice de Jânio Quadros, que renunciou em 61). Seu programa de governo apresentava um plano de reformas de base que o país necessitava com urgência, como a reforma agrária, constitucional, educacional. As amplas manifestações de trabalhadores rurais evidenciavam a crise advinda do campo. Para que o leitor tenha um ideia do tamanho da concentração fundiária, segundo Francisco Carlos Teixeira da Silva apenas 31% das terras do país eram efetivamente ocupadas. As terras com mais de 1.000 hectares de área ocupavam 47,3% do total, contribuindo com apenas 11,5% da produção e tendo em cultivo apenas 2,3% do total de suas áreas, ou seja, a maior parte eram improdutivas. Em 1963 o governo promulga o Estatuto do Trabalhador Rural, que previa pagamento de salário mínimo e jornada de trabalho de oito horas aos camponeses. O resultado foi a expulsão em massa de trabalhadores pelo fato de seus patrões recusarem-se a cumprir a legislação. Em novembro de 64, os militares criaram em substituição o Estatuto da Terra que nunca saiu do papel e nem era uma proposta concreta de reforma agrária.

Os saudosistas da ditadura costumam falar de crescimento do PIB, mas “esquecem” que o PIB não implica distribuição de renda. Ao contrário, os salários dos trabalhadores foram cada vez mais comprimidos. Segundo Boris Fausto, em 1972 mais de 50% da população economicamente ativa recebia menos de um salário mínimo. Os baixos salários e a concentração de renda também se refletiam na precariedade dos programas sociais. O Brasil tinha um dos piores indicadores de saúde, educação e habitação do mundo, e isso em plena era do “milagre” econômico do governo Médici. Mas esse é o governo perfeito daqueles que odeiam Lula, Dilma e a própria sociedade brasileira. São aqueles que não querem cotas pra negros porque não querem conviver com negros na universidade, não gostam do bolsa família porque não sabem nem se existem pobres no país.

Olavo de Carvalho também mente quando diz que o governo americano não teve participação no golpe de 64. Kennedy já vinha exercendo pressão sobre o governo brasileiro por um alinhamento contra Cuba e a CIA financiava órgãos daqui para fazer oposição ao governo Goulart como o Instituto Brasileiro de Ação Democrática (IBAD) e o Instituto de Pesquisa e Estudos Sociais (IPES). A ESG participou ativamente da luta contra a reforma agrária. Segundo o mesmo autor que citei, eles chegaram a movimentar um fundo de 12 bilhões de dólares para campanhas contra o governo. E quem estava na linha de frente desse processo era o mesmo Golbery do Couto e Silva que criou a doutrina da “segurança nacional” para legitimar o golpe. E vem um impostor como Olavo de Carvalho dizer que não houve participação americana no processo. Afirmação estapafúrdia que só poderia vir de um sujeito que nunca passou em um vestibular.

E  ainda vem um bobo como Leonardo Bruno, que fugiu da universidade, repetir o mesmo lenga-lenga de seu mestre. E eles não têm argumentação histórica. Apenas dizem que o Brasil estava se tornando comunista. Outra informação falsa, pois Goulart não era comunista. Pelo contrário, as reformas de base pretendiam impulsionar o capitalismo no Brasil, engessado por uma modernização claudicante e anacronismo da elite latifundiária. Os que depuseram Goulart foram os mesmos entreguistas que provocaram o suicídio de Vargas.

Essas pessoas também não têm a menor vergonha de sair acusando os outros com o único objetivo de denegrir a imagem do oponente; entre as calúnias que Leonardo Bruno fala contra minha pessoa está a afirmação de que sou nazista. Agora imagine o leitor se eu, nordestino, mestiço e que jamais estive vinculado a nenhum órgão ou movimento de direita, imagine se eu poderia ser nazista. Mas Olavo adestrou pessoas como Leonardo Bruno a acreditarem o nazismo era de esquerda, para que possam sair caluniando seus interlocutores de coisas que eles não são. Ele chega inclusive a mencionar o acordo entre Hitler e Stálin. Coisa de quem fugiu da escola.

O acordo entre Hitler e Stálin foi apenas uma jogada estratégica de ambas as partes. Hitler queria conquistar a Europa e precisava de uma União Soviética que não atrapalhasse seus planos. Por outro lado, Stálin sabia que o poderio militar alemão naquele momento era superior ao soviético e precisava ganhar tempo. Já o governo inglês esperava de imediato um embate entre os dois países que deveriam se esfacelar numa guerra. A atitude de Stálin frustrou os planos da Inglaterra forçando-a a usar outros meios para tentar evitar uma guerra. Apenas dois anos depois ficou clara a intenção de Hitler com o pacto realizado com Stálin: depois de ter conquistado praticamente toda a Europa continental, ele decide invadir a União Soviética.

Por que as olavetes não falam que o nazismo chegou ao poder usando um discurso anti-comunista e que os comunistas foram ferozmente perseguidos após Hitler ter tomado posse como primeiro ministro em 1933? Hitler associava o judaísmo ao comunismo, dois inimigos que pretendia erradicar. Todos os princípios do nazismo se chocam frontalmente com os do marxismo. A autobiografia de Hitler, “Minha Luta” é a prova mais contundente disso. Mas não adianta tentar demonstrar nada para essas pessoas, eles fraudam a história e espalham suas opiniões racistas como vírus pela internet, parasitando mentes jovens e algumas até de boa fé, que acreditam em suas palavras por não terem leitura suficiente para perceber o quanto são fraudulentas.

Vendo isso eu compreendo porque essas pessoas desprezam a universidade: porque são impostores, não estão comprometidos em produzir conhecimento, mas em espalhar desinformação. Espalhar desinformação é algo que o senhor Olavo de Carvalho é especialista e tem feito há décadas. Algo também risível é que quando você não concorda com eles, partem para a agressividade como forma de intimidação, te desprezam como pessoa e usam de todo artifício pra te diminuir enquanto profissional, dizendo que você não estuda, não sabe nada e por aí vai. Olavo de Carvalho e seus seguidores são verdadeiros parasitas virtuais, fascistas, limítrofes e pedantes. São o que há de pior e mais baixo na direita brasileira.

Veja também também outras respostas a Leonardo Bruno clicando nos títulos a seguir: 

Fascismo e Comunismo: resposta a um blogueiro histérico 

Quem são os fascistas? 

Para ler outros textos sobre Olavo de Carvalho, clique no tema que leva seu nome no menu do blog.

Anúncios

230 comentários sobre “A confusão mental dos seguidores de Olavo de Carvalho

  1. dougdemelo 20/05/2014 / 7:12

    Recentemente um amigo que gosta de se informar, assim como eu, me indicou a página deste Olavo de Carvalho. Depois de ouvir alguns de seus vídeos, acho que ninguém precisa ser um grande intelectual para perceber o tipo sensacionalista rabugento que este homem é. Fico feliz que pessoas com mais equilíbrio em suas visões estejam combatendo este homem que é um tanto perigoso.

    • Bruno Marafigo 16/11/2014 / 0:39

      A unica coisa que você precisa ver para perceber o quanto o Olavo de Carvalho é ignorante, é o próprio Olavo de carvalho. Também acabei assistindo alguns videos dele por indicação de um amigo

    • Luiz silva 11/02/2016 / 5:58

      Então, pelo que entendí,só é bom se não concordar com o Olavo?Me site apenas um bom que concorda. VAI ME CHAMAR DE RAIVOSO,TAMBÉM.?

    • Gilmar José Pacheco dos Santos 16/09/2016 / 16:44

      BERTONE SOUSA e DOUGDEMELO. Muito boa a crítica de vocês a Olavo de Carvalho. Mas vocês não são de direita e não entendem bem a diferença entre fascismo e catolicismo. Sou assinante do site:https://padrepauloricardo.org/ Sou conservador católico e gosto de agir como Sócrates perante a morte, porém com toda a experiência do Cristo ressuscitado que a gente tem e Sócrates não tinha. O pior é que a Igreja Católica já não é mais “sui generis” em sua doutrina, recebeu influencias diversas desde Guilherme de Ockham, René Descartes, Immanuel Kan, Sem citar o iluminismo e tantas outras tentativas “liberais” que afastaram as pessoas do preparo para a morte. E, finalmente o marxismo acabou de desestruturar o Igreja Católica com o fenômeno da Teologia da Libertação. 99,9% dos cristãos católicos estão impregnados de alguma ideologia “herética” ao catolicismo Apostólico Romano, principalmente de esquerda imanentista.

      • Bertone Sousa 16/09/2016 / 17:06

        Gilmar, a ideia de que é preciso ser de direita para entender a diferença entre catolicismo e fascismo só existe na sua cabeça. Já o Paulo Ricardo é só um padre olevete que repete as mesmas asneiras colossais e infundadas do astrólogo da Virginia, algumas das quais você mesmo reproduziu aqui.

  2. Vera 10/06/2014 / 19:46

    Tal qual o tal Leonardo Bruno, Olavo de Carvalho, que se auto-intitula filósofo, jamais concluiu um curso universitário. Ele daria um excelente estudo de caso para Freud: foi comunista e hoje abomina a esquerda; tentou se converter ao Islamismo e na última hora, não teve culhões para isso, tornando-se um “cristão” empedernido. E hoje arregimenta um grupelho de garotos mimados e adultos frustrados com suas ideias cretinas.

    • Graça Vieira 07/12/2014 / 15:49

      É um demente, tem uma mente tortuosa, é um sociopata. Abomino o monstro de dizer cristão, quando prega o ódio. É louco e covarde! Queria ver se pregaria tanto ódio se morasse no Brasil!

  3. Renan Esteves 27/06/2014 / 9:30

    Caro amigo, poderia fazer um post falando sobre as “Vantagens” e “Desvantagens” de ambas as ditaduras, tanto as ditaduras de esquerda quanto as de direita, preciso destas informações, não sou de direita ou esquerda, estou no momento em uma linha tênue que divide os dois, porém admiro coisas em ambos os lados. Obrigado e belo post.
    Parabéns.

  4. Elza 13/09/2014 / 20:14

    Caro Bertone Sousa, sou mãe de um olavete e só eu sei o sofrimento que tenho passado em casa. Meu filho tem 28 anos, passou seis anos para terminar uma faculdade de música, confrontava professores, xingava a Universidade que era pública, na qual estudava e até hoje não trabalha. Vive trancado num quarto refém de um computador, porque na vida real nada presta. Não tem amigos, não sai, namorou poucas meninas, mas procurando sempre as que se enquadram nas “orientações do tal mestre Olavo de Carvalho”. Em casa não tem diálogo com a irmã e o irmão. Está cada vez mais mergulhado em si mesmo e se alimentando desse lixo que esse velho decrépito, complexado, doente, frustrado escreve e aliena jovens como meu filho.
    Quando pressiono para que faça concurso, procure um emprego, dê aulas, qualquer coisa, menos ficar em casa trancado num quarto e se alimentando dos vermes que esse ser humano podre, mesquinho, lunático, que é esse tal Olavo de Carvalho produz, ele diz que ainda não sabe o que quer da vida. Não sei mais o que fazer, cortei a internet e ele fica dentro de casa parecendo um zumbi, perdido, alienado, porque não sabe viver no mundo real. Meu filho vive no mundo descrito por esse velho decrépito, como o senhor bem definiu é um parasita virtual, não sai de casa para nada, só quando tem um compromisso que exige a presença, mas fora isso. Vive fora desse mundo real. A única coisa que faz é acreditar nas sandices que esse maluco escreve. Imagine o que é pra uma mãe sustentar um filho de 28 anos, que não sai de casa pra trabalhar, porque ainda não sabe o que quer, não está preparado como ele me diz…. eu odeio do fundo do meu coração esse lunático! E isso me faz mal, porque nenhum sentimento esse crápula complexado, merece além de ser ignorado. Hoje discuti feio com o meu filho porque ele postou no face dele uma “pérola” desse velho homofóbico, que pra mim tem algo mais , além da homofobia, já que na página da revista Veja( 09.04.1984) que o senhor publicou com as informações sobre a fase “astrológica” desse pulha, ele já falava da homossexualidade, (esquisito não?).
    O texto é o seguinte, datado de 01 de novembro de 2013 no face do lunático: “Tudo em volta, induz a loucura, ao infantilismo, a exasperação imaginativa. Contra isso o estudo não basta. Tomem consciência da infecção moral e lutem, lutem pelo seu equilíbrio, pela sua maturidade, pela sua lucidez. Tenham a normalidade, a sanidade, a centralidade da psique como um ideal (?). Prometam a vocês mesmo serem personalidades fortes, estruturadas, serenas no meio da tempestade, dispostas a vencer todos os obstáculos coma a ajuda de Deus e de mais ninguém. Prometam SER e não apenas pedir, obter, sentir, desfrutar.” Se vitimiza e conclama os pobres jovens alienados a serem o pelotão de defesa do lixo que brota da mente doentia, patética e atrofiada daquele velho decadente.
    Desculpa pelo desabafo. Mas só eu sei o que e como sofro…
    obrigada pelo espaço

    Elza

    • Bertone de Oliveira Sousa 14/09/2014 / 13:54

      Elza, entendo sua indignação e o quanto é difícil lidar com essa situação. E você não é a primeira pessoa que expôs algo desse tipo aqui. O ambiente virtual em que Olavo recruta seus seguidores é marcado por puro fanatismo e seu filho, infelizmente, entrou de cabeça nisso. E o fanático não dialoga, não incentiva à reflexão, à crítica, ele prega, ele quer converter seus interlocutores e se não consegue ou se é contrariado, xinga, calunia, difama. Ele quer o controle absoluto sobre as mentes, o que necessariamente o levará a moldar o comportamento dessas pessoas. Uma observada no Facebook dele, como você mesma fez, é suficiente para perceber isso, além do fato de que seus seguidores se tornam todos aduladores incondicionais do mestre e temerosos de fazer qualquer crítica por causa de represálias, que em geral vem na forma de uma chuva de insultos. Não vou pedir para você indicar esses textos para seu filho porque se o primeiro passo para superar isso não partir dele, qualquer tentativa externa de ajuda será inútil. Mas torço para que ele perceba o engodo em que se envolveu e que seu sofrimento possa ter fim logo.

      Abraços e conte sempre com esse espaço.

      • Cristiane 29/11/2014 / 14:34

        Excelente Texto! Não concordo com várias defesas da esquerda, nem da neodireta, e não sou adepta nem de um nem de outro.
        É absurdo em pleno século XXI alguém se dizer contrário ao ensino superior, ir contra as universidades, vangloriar-se de não possuir uma graduação, e se auto-intitular jornalista, filósofo e professor, e ainda ridicularizar os cidadãos que com muito esforço conseguiram se formar, só quem passou por um curso superior até o final sabe o que eu estou falando, mas isso para o Sr. Olavo não existe, pois o mesmo sequer tem o ensino fundamental, então juntando a inveja e a frustração, fomenta centenas de mentes nessa ideia doente no menosprezo da vida acadêmica, e com isso, vários jovens como este rapaz deixam de seguir suas carreiras profissionais, pois enxergam no “mestre” um ponto de “apoio”, e pior, o guru ainda faz com que pensem estar lutando pelo país, os tantos discípulos são verdadeiras marionetes nas mãos desse cidadão, que fomenta uma guerra civil neste país, o dito “filósofo” ainda se auto-intitula Católico, profere inúmeras palavras de baixo calão e pensamentos que não são nada edificantes, esse homem deve ser outra vez internado numa clínica psiquiátrica, ou voltar a fazer mapas astrais, ou para as tariqas, é certamente um perigo para a sociedade. Além de arrogante, estúpido e mal educado tem uma legião de seguidores com as mesmas características, pois devem obrigatoriamente, seguir a risca os “bons” modos do “mestre”.

      • Elias Soares de Souza 11/01/2015 / 21:23

        Concordo com você professor, referente ao Olavo de Carvalho, pois ele mesmo fala que não é dá extrema direita, mas é claro sua posição !!!

    • Mafeta 09/11/2016 / 23:12

      A Senhora me desculpa, mas teu filho está com problemas psicológicos sérios, não é culpa do Olavo de Carvalho…ele se prenderia a outra loucura disponível…procure um psiquiatra, estou falando como pai. Desculpe.

  5. Juliana 10/10/2014 / 14:59

    Meu Deus!! Acabei de tomar conhecimento sobre os textos desse senhor Olavo e estou estarrecida!!!
    Que pessoa mais preconceituosa, mais mesquinha, mais mentirosa… ele só serve para confundir as pessoas!
    O homem é um louco!
    Ainda bem que alguém faz a árdua tarefa de rebater seus impropérios!
    Que o senhor tenha muitos anos de vida e muita paciência…

  6. Rose Paceli 23/10/2014 / 20:28

    Infelizmente a mente humana não é tão complexa como se pensa, Olavo de Carvalho não é um filosofo que gosta de confundir as mentes, ele é um engodo, um parasita, alguém que descobriu um jeito fácil de ganhar dinheiro, o melhor remédio contra ele é deixá-lo no ostracismo.

  7. Edu SJC 24/10/2014 / 17:04

    kkkkkkk Eu já discuti muito com esse conde fajuto no You Tube e ele é exatamente como você descreveu aqui. Xinga a todos que não concordam com o absurdos que ele escreve e ainda chega ao cúmulo de ignorar a ciência e a história. Ele defende a “santidade” da religião mas tem fotos no Facebook dele portando uma arma AK-47, defende o extermínio de ateus, etc. Só lixos pra se unirem a um lixão desses.

  8. Marcio 18/11/2014 / 16:54

    O Olavo é astrólogo, agora seu novo fã é Lobão,Lobão descobriu o maluco depois de velho e está encantado Rsrs

  9. Miguel Francisco Augusto 08/12/2014 / 19:38

    Caro Prof. Bertone,
    Primeiro, para contextualizar meu comentário, gostaria de dizer que me considero um liberal, portando mais próximo do que as pessoas consideram direita.
    Eu acredito que o Sr. Olavo de Carvalho, com esta sua postura, acaba fazendo um enorme desserviço à direita, tanto aos liberais como aos conservadores.
    Algumas das idéias que ele defende eu também defendo, mas não à custa dos impropérios e palavrões usados por ele em seus discursos. Além disso, se você aponta algum erro que o mesmo comete (e há erros crassos em algumas de suas posições) ele parte para a ignorância.
    Parabéns pelo seu artigo, saudações cordiais e até mais.

  10. Victor Coutinho 17/01/2015 / 13:09

    Tenho 14 anos e um hábito não muito bom de discutir em comentários do YouTube. Quando as discussões são boas e edificantes, eu me sinto satisfeito e feliz mas, na maioria das vezes eu não enfrento pessoas com um mínimo de respeito. Recentemente “discuti” com um tal de Jamil Felipe, um característico olavete. Não deu tempo de ler algum argumento contrário, pq desde o primeiro comentário eu vi somente xingamentos e o recorrente ad hominem (aprendi essa expressão recentemente, na própria discussão com o Jamil, para ser sincero). Descobri a existência do tal Olavo e quando pesquisei a respeito dele descobri esse blog. Agora já estou rindo com a “argumentação” do Leonardo Bruno em cima do tratado Molotov-Ribbentrop. Meu Deus, eu terminei o nono ano e sei a real intenção do tratado! Como alguém tem a audácia de distorcer a História a esse ponto? Terrível…

    Aproveitando o contexto (nazismo e essas coisas), tenho outras coisas a narrar. Nas aulas de história, minha professora deu vários motivos para desmentir a ideia de que Hitler era um gênio e coisa e tal. Desde as burrices no campo de batalha até a trechos ridículos do Mein Kampf. Ela ensinou que a obsessão de Hitler pela União Soviética o fez cometer o mesmo erro que a Alemanha cometera na Primeira Guerra: dividir a batalha em duas frentes. E a respeito d Mein Kampf, um dos trechos de que me lembro é um em que Hitler associa os judeus aos comunistas e aos culpados por entregar a Alemanha na Primeira Guerra. Como se fossem as mesmas pessoas…

    Desse modo, gostaria de fazer uma pergunta ao professor Bertone: se o que a minha professora ensinou for verdade, pq muitas pessoas ainda insistem em idolatrar Hitler como um grande gênio?

    • Bertone de Oliveira Sousa 17/01/2015 / 13:48

      Victor, primeiro seja bem-vindo à página. Pessoas como você provam que com uma educação básica de qualidade não se cai nas falácias retóricas de olavetes e, mais do que isso, se está à altura para discutir com qualquer um deles. Como, porém, eles não têm muito conteúdo pra discutir, fazem o que fizeram com você e comigo: xingam. Aí não nos deixam outra alternativa a não ser abandonar a discussão.

      Em relação à sua pergunta, sua professora está certa, mas há algumas questões a se colocar. Hitler realmente não foi inteligente em dividir a batalha em duas frentes. Mas analisamos dessa forma olhando em retrospecto, ou seja, com o entendimento das consequências daquela decisão. Ele, porém, naquele momento, acreditava piamente na superioridade alemã sobre a URSS para derrotá-la rapidamente. Afinal, se uma das grandes potências europeias, a França, caiu facilmente diante da Alemanha em 1940, por que a União Soviética, bem menos preparada militarmente, também não cairia? A Guerra-relâmpago deu certo na Polônia e em praticamente toda a Europa continental, projetando um temor generalizado do exército alemão, o que deu mais confiança a Hitler de que a guerra contra a URSS seria ganha rapidamente, o que de fato quase aconteceu, não fosse o fato de o inverno russo ter “se antecipado” e pego o exército alemão despreparado para lidar com a queda brusca de temperatura.

      Quando se diz que Hitler era “um gênio”, é importante deixar claro o que se quer dizer com isso. Geralmente usamos esse termo para pessoas que se destacam em pesquisas científicas que revolucionam nossa percepção de mundo, como Newton, Einstein, Max Planck e outros, ou na arte e literatura, redefinindo tendências e criando obras que se imortalizam por apreender o espírito de uma época como poucos conseguem perceber. Obviamente Hitler não poderia ser gênio nesses sentidos. Alguns trechos de Mein Kampf que nos parecem ridículos hoje eram verdades compartilhadas por muitas pessoas, inclusive intelectuais, na Europa dos anos 30. Hitler dominava a retórica como poucos e, no poder, conseguiu transformar a Alemanha de país devastado por uma crise econômica, em um país de pleno emprego e em poucos anos a projetou como grande potência militar no continente. Mas ele era aquele tipo de gênio da destruição: toda a reestruturação econômica e militar da Alemanha foi feita com um objetivo – a guerra. A guerra, levada a suas últimas consequências, era tudo o que ele tinha a oferecer aos alemães; ou, como disse um historiador de nossa época: o que Hitler oferecia aos alemães era uma guerra de destruição ou a destruição pela guerra. A devastação da Segunda guerra foi resultado de sua crença exacerbada no racismo e na superioridade racial alemã, doutrinas que ele herdou do século XIX e transformou em política de Estado.

      O artigo a seguir pode acrescentar algumas coisas ao que você está estudando sobre o assunto:

      https://bertonesousa.wordpress.com/2014/10/19/socialismo-e-nacional-socialismo-a-esquerda-e-a-direita-autoritarias-do-seculo-xx/

      • Victor Coutinho 26/06/2015 / 14:38

        Muito obrigado pela resposta e pelo esclarecimento, professor. Havia esquecido completamente de ter comentado aqui, por isso a demora (uns meros seis meses hahaha). Mas enfim, agradeço mesmo.

  11. Desembargador Wilson Casagrande Júnior 06/02/2015 / 13:54

    Olavetes são um pouco como os vendedores de Herbalife (quem nunca conheceu um?). Descobrem subitamente um prodígio que lhes fará ricos (no caso da Herbalife) ou grandes sábios (no caso das Olavetes) dedicando a este ideal pouco ou nenhum esforço.

    A maioria das Olavetes acreditam no fato mágico de que ler dois ou três livrinhos do Olavo ou assistir a seus vídeos no Youtube já lhes coloca num degrau superior da humanidade, numa espécie de integrante de um círculo especial que tem o conhecimento esotérico e profundo de todo o saber.

    Eu me incomodo mais com a existência dessa legião de ineptos (olavetes) do que com a própria existência do Olavo, que é apenas mais um charlatão que ganha dinheiro dando cursinhos sobre o que não sabe. Ora, este é um tipo comum, vulgar. Porém, como Olavo adora tocar em pontos polêmicos e sensíveis, e em plena era do Youtube, ele consegue irradiar sua estupidez muito rapidamente.

    Com as devidas, pouco numerosas e honrosas exceções de praxe, a esmagadora maioria das Olavetes são adeptos de um novo Golpe Militar, acreditam piamente em teorias conspirativas derivadas de Think-Tanks ultra-conservadores dos EUA e se notabilizam pela credulidade atroz, até infantil. Tal qual o mestre, a olavete acredita em qualquer porcaria que lhe chegue desde que coadune com o seu viés de confirmação doentio.

    A maioria das teses que Olavo defende na internet remete, direta ou indiretamente, à sua concepção religiosa do mundo. Quando Olavo reverbera a tese risível da origem abiótica dos combustíveis fósseis (já ridicularizada e refutada em todos os meios sérios de paleontólogos, geológos e e físico-químicos), na verdade ele exerce seu viés de confirmação porque esta tese lhe parece agradável: ela contraria a tese da não renovabilidade destes combustíveis, o que não condiz com a bondade do Deus bíblico, que nos provê de recursos inesgotáveis, e também colocaria empecilhos à idade de rochas sedimentares, pretensamente servindo de estofo teórico para questionamento da Teoria da Evolução. É uma colcha de retalhos imbecil, sem nenhum fundamento científico e que visa apenas levantar lebres para as olavetes analfabetas defecarem em seu fórum predileto de discussão, que são espaços de comentários do Youtube.

    Olavo também ridiculariza a Fìsica Newtoniana e até Einsteiniana. Depois de ter sido alvo de chacota por seu texto hediondo tentando desmoralizar a Lei da Inércia formalizada por Newton, Olavo mostrou seu lado mitômano, dizendo que sua contestação tinha bases na física Einsteiniana a qual, vejam só, Olavo já tinha tentado ridicularizar em uma das suas incursões desastradas nos campos das Ciências. Ao se ver encurralado em suas mentiras, como um animal que foge do seu predador e se vê forçado a lutar, Olavo resolve estes impasses lógicos criados pela sua mente patológica com seu último recurso: utilizar vocativos (tratar seu detrator como “moleque”, ou “dona”), falar meia dúzia de palavras contra o nível da inteligência brasileira e temperar seu esperneio com alguns palavrões e escatologias.

    O fato é que a relevância que Olavo tem na Internet realmente depõe contra a inteligência brasileira, dando sustentação à tese de Olavo sobre nossa decadência intelectual só que através da via contrária. O brasileiro médio está, de fato, ficando mais burro, à medida em que fica mais Olavete.

  12. pslawx 11/02/2015 / 13:15

    Eu só ouvi o Sr. Olavo de Carvalho duas vezes, uma em que ele não sabe do que chiclete é feito e outra em que ele AFIRMA que a humanidade ainda hoje não sabe como funciona a energia elétrica e faz comparações estranhas. Eu nem parei pra ouvir os ideais políticos deste senhor depois disso, não sei como as pessoas podem se alienar tanto com este senhor. Ainda irei ler um pedaço do livro dele para debater sobre.

  13. junior 15/04/2015 / 12:16

    Sabe o que eh argumentar com as paredes? Isso eh o que alguns olavetes faz com voce. quando nao te xingam respondem apenas alguns de seus argumentos, e aproveitam para te demonizar nos poucos argumentos que tentam contra-atacar, usando de discursos banhados de sensacionalismo. No proximo comentario batem nas mesmas teclas anteriores, e posteriormente apresentam links na tentativa de reforcar seus argumentos, sendo que no comentario anterior voce ja explicou o motivo pelo qual nao se deve dar creditos a esse tipo de link. Voce acaba virando um papagaio tendo que rebater os mesmos argumentos. Depois que voce desiste, seja por nao aguentar mais repetir as mesmas contraargumentacoes ou por ter perdido muito tempo discutindo com alguem que escreve 50 linhas em quanto voce escreve 150, o dito cujo fica achando que ganhou o debate por ter “razao”. Outra tatica do Olavoide eh dizer que voce nao argumentou nada e que voce sustenta mentiras. Em fim, fica ai minha dica, discuta com olavete apenas se voce tiver disposto a gastar tempo equivalente que voce gastaria para converter um leao ao vegetarianismo.

    • Bertone de Oliveira Sousa 15/04/2015 / 12:24

      Junior, é exatamente isso. A única vantagem de explicar as coisas pra olavetes é que às vezes outras pessoas veem e evitam cair nos mesmos erros que eles. Mas eles mesmos são incautos e não aprendem nada e sua metáfora do leão se encaixa bem aí. Mas já parei de fazer isso porque, como você disse, demanda um tempo e energia preciosos. Além do mais, a maior parte dos principais argumentos deles já estão refutados nas discussões e nas postagens, não havendo necessidade de ficar repetindo infinitamente.

  14. Roberto S. Silva 26/06/2015 / 12:14

    Bertone parabéns! Por nos ajudar a ver que este senhor é uma fraude.

    Antes de conhecer seu blog já tinha uma desconfiança natural a respeito deste senhor. Tenho amigo olavetes que em primeiro momento demonstram ter conteúdo multidisciplinar, mas depois de um certo tempo começam a demonstrar uma confusão mental e seus preconceitos que para loucura. Veja neste link um grupo deles discutindo sobre educação infantil.

    Em alguns pontos posso concordar com eles sobre a qualidade de nosso ensino e que seria de grande ajuda termos matérias como filosofia e literatura em nossas aulas. Em dado momento do vídeo citam o ‘mestre’ OC e a esquerda como responsável pelo estado atual da humanidade, além dos preconceitos. Chega a ser ridículo, pois se dizem intelectualizados e mas deixam claros que se não estivermos de acordo com eles somos considerados seres primários.

    Por curiosidade fui buscar informações sobre estes indivíduos e fiquei chocado com o grau de preconceito que declaram em suas mídias sociais. Aqui fica claro a lavagem cerebral que este OC faz em suas mentes. E como podemos ver, o senhor OC não possui conteúdo acadêmico para sustentar suas teses no entanto seus alunos aí estão produzindo material. E claro, venda de cursos online, como seu mestre manda.

    Muito do que eles falaram neste vídeo não é novidade para mim. Sou filho de pais com pouca instrução mas que me deram educação de berço com conteúdo moral, espiritual, musical, fônica e literária e assim por diante. Fiz todo ensino em escola pública na década de 80 e 90 com bons professores e sou graduado e pós graduado em Administração. Tento diariamente ser um homem melhor e olhando este tipo de pessoas me sinto iluminado, por ter a mente aberta, mesmo não conhecendo os tais mestres da educação clássica medieval que tanto pregam.

    Manterei a amizade com estes amigos olavetes que possuo, pois deixo os falar, digo que respeito as opiniões mas que tenho a minha própria, e que se eu errar serei eu e não eles. E vamos em frente.

    • Bertone de Oliveira Sousa 26/06/2015 / 14:22

      Roberto, pessoas que tiveram a oportunidade de fazer um bom Ensino Médio, ter bons professores, como você e o Victor aí acima, geralmente estão imunes a todo esse pseudo-intelectualismo das olavetes. Você falou algo importante, não há conteúdo acadêmico no que eles dizem, somente expressões tolas de raiva e ressentimento com a esquerda, Marx e os intelectuais marxistas e os movimentos sociais. É impossível haver debate qualificado com essas pessoas porque eles inventaram um inimigo imaginário responsável por todos os problemas do mundo e jogaram a história e a investigação acadêmica no lixo. Você mesmo pode ver nas discussões que tive com olavetes e com o próprio guru deles aqui no blog.

  15. José 29/10/2015 / 9:46

    Ele é contra o multiculturalismo. Que “elegante” maneira de se declarar racista, xenofóbico e intolerante do ponto de vista religioso.

  16. Lúcio 19/01/2016 / 15:19

    Olho e vejo um saco de palavras vazias. Mera verborragia esquerdista, que serve apenas para desconstruir. Aliás, eis uma das poucas coisas nas quais os esquerdistas são bons.

    • Bertone de Oliveira Sousa 19/01/2016 / 22:26

      Lúcio, vazia mesmo é só sua cabeça; como todos os outros olavetes que comentaram aí, você não sabe nem o que é direita e esquerda; é só mais um tonto.

  17. Carlos Gomes 19/01/2016 / 17:24

    É explicável vocês não entenderem um filósofo. O que vocês lêem, ou, o que vocês escreveram?
    Nunca é tarde prá aprender e sair das sombras. Estas ideias de multiculturalismo e diversidade parecem tão óbvias. Mudem o discurso, ou se aprofundem. O País está mudando e vocês estão ficando prá trás, superem isso.

    • Bertone de Oliveira Sousa 19/01/2016 / 22:23

      Carlos, ninguém leva o Olavo a sério; só vocês, que são tão apedeutas que ainda o chamam de filósofo. Olavo não seria nada se não fossem idiotas úteis como você.

  18. Nicole 19/01/2016 / 22:11

    Em linhas gerais concordo com seu texto, porém acho forçação de barra dizer que o nazismo era de direita. O nazismo, pode-se dizer, era uma ideologia talvez de centro. Havia elementos que costumamos associar com a direta (defesa de tradições, nacionalismo, além de não chegar a ser anti-capitalista), assim como havia elementos que se costuma associar à esquerda (coletivismo, uma certa planificação econômica, trabalhismo). Acho que é por isso que a esquerda sempre tenta chutar o nazismo para a direta e a direta sempre tenta chutar o nazismo para a esquerda. Ninguém quer ficar do “mesmo lado” do nazismo, por mais ridículo que isso seja.

    Obs.: notoriamente o nazismo era anti-comunista, mas o comunismo não é a única forma de socialismo ou de esquerdismo que existe no mundo. Aliás, até Stalin perseguia comunistas.

  19. Joaquim Caldas 25/04/2016 / 2:06

    Qual é o bom e conhecedor da literatura que tem mais de mil vídeos e livros,comparados ao ao Olavo de Carvalho? A verdade é a pior arma contra os comunas.”A verdade vence sozinha,a mentira precisa de cúmplices”.

  20. Alan 22/02/2017 / 0:21

    Eu poderia complementar o texto com umas palavras baixas aqui, mas você com sensatez falou tudo o que tinha pra falar. Olavo e seus admiradores são reacionârios racistas da pior especie porque são manipuladores de mentes desinformadas e, na maioria das vezes, de mentes adolescentes que são extremamente influemciáveis e fracas, por isso temos alguns adolescentes negros o-seguindo.

  21. Quando Olavo de Carvalho defendeu o Direito e a burguesia como vitima da esquerda, postei esse texto para ele e seus seguidores: Mesmo que a corrupção seja ambidestra, ocorrendo em ambas as ideologias, é unica e exclusivamente no meio dos ‘ricos de direita’, mesmo que não se chamem assim, que a corrupção encontra respaldo no Direito, no mercado e na proteção dos muito ricos para ela se perpetuar. O DIREITO, COM SUAS LEIS E NORMAS, É IDEALIZADO POR CORRUPTOS PARA PROMOVER EXATAMENTE A CONTINUIDADE DOS PRIVILÉGIOS DOS RICOS, AO PASSO QUE A ESQUERDA É JUSTAMENTE A VOZ DO POVO, COM DIFICULDADES E ENTRAVES, PARA TENTAR DESFAZER ISSO ALGUM DIA, MESMO QUE AINDA SEJA UM GRANDE DESAFIO. Militares, fazendeiros, empresários, evangélicos que são representantes de empresas com nome fictício de religião, se beneficiam justamente do Direito que beneficia enormemente os poucos ricos para que continuem ganhando mais dinheiro, e milhões permaneçam servindo-os. Olavo de Carvalho deve ter estudado por correspondência ou então a nicotina já deteriorou a última capacidade dele de pensar. Diferente da direita que acha que corrupção é um defeito humano justificável, para a esquerda, a corrupção significa um crime muito mais grave. Significa apropriação privada de bens públicos. Significa privatização do Estado, desvio de impostos arrecadados da massa da população para mãos privadas. NÃO HA PORTANTO, COERÊNCIA NO PENSAMENTO DE DIREITA, A NÃO SER PARA O BOLSOS DOS RICÕES. VÃO DEFECAR MENTIRAS ASSIM NO INFERNO DAS CUIAS, COMO SE DIZ NO NORDESTE.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s