Por que não sou (mais) de esquerda

manifestação-de-esquerdaAinda existem duas formas de esquerda política no Brasil: a extrema-esquerda, professada por PSOL, PSTU, PCO, PCB, movimentos sindicais ligados a esses partidos e tem como característica o discurso extemporâneo da Guerra Fria, o anticapitalismo e até a defesa intransigente do socialismo. A outra frente é a esquerda moderada, com perfil socialdemocrata, e tinha no PT seu principal representante que, de 2003 ao impeachment de Dilma Rousseff, levou a reboque outras legendas como PDT, PSB, PC do B. Continuar lendo

Anúncios

Dez razões por que a reforma trabalhista é ruim

carteriadetrabalhoA Reforma trabalhista aprovada pelo Congresso gerou muita celeuma na sociedade, nas redes sociais e na imprensa. Vendida pelo governo e pelos que se dizem liberais como algo que vai gerar empregos, atualizar a CLT e consequentemente melhorar a economia, o fato é que a reforma trabalhista não passaria numa campanha eleitoral e é muito, muito ruim para os trabalhadores. Vamos destacar dez pontos e na conclusão levantar algumas objeções aos que a defendem. Continuar lendo

O ateísmo pode ser considerado religião?

religiaoProvavelmente alguns leitores já devem ter ouvido expressões do tipo: “o ateísmo também é uma religião”, “os ateus também acreditam em algo, como a inexistência de Deus”, “é uma crença como a religião”. Embora quem diga isso às vezes pretenda ser inteligente, na verdade está sendo o oposto porque parte de uma confusão conceitual que não explicada nada. Continuar lendo

Esquerda e direita não se definem por intervenção estatal

Primeira Guerra MundialUma das coisas que muito se fala na internet é que esquerda e direita se definem pelo tamanho do Estado, ou seja, a esquerda seria mais Estado e direita menos Estado, a esquerda é um Estado forte e intervencionista e a direita um Estado liberal, com pouca ou nenhuma intervenção, especialmente na economia. Em geral, são os liberais que dizem isso. E nada poderia ser mais falso.  Continuar lendo

Por que o nazismo era de direita

desfile-tropas-nazistasA confusão que se faz em relação ao nazismo e aos conceitos de direita e esquerda ainda produz muita desinformação na internet. Recentemente, um importante site de notícias veiculou uma matéria questionando se o nazismo era de esquerda ou direita. Entre os vários especialistas entrevistados não houve consenso sobre o assunto, embora ninguém tenha apontado o regime como “de esquerda”. A falta de consenso se deveu ao fato de uma professora explicar o nazismo como “terceira via”, uma alternativa ao socialismo e ao liberalismo. Isso é verdade, mas é preciso dar nome aos bois: nos anos 1920 e 1930 o que se pode chamar de terceira via era a extrema-direita. Continuar lendo