Dez razões por que a reforma trabalhista é ruim

carteriadetrabalhoA Reforma trabalhista aprovada pelo Congresso gerou muita celeuma na sociedade, nas redes sociais e na imprensa. Vendida pelo governo e pelos que se dizem liberais como algo que vai gerar empregos, atualizar a CLT e consequentemente melhorar a economia, o fato é que a reforma trabalhista não passaria numa campanha eleitoral e é muito, muito ruim para os trabalhadores. Vamos destacar dez pontos e na conclusão levantar algumas objeções aos que a defendem. Continuar lendo

O ateísmo pode ser considerado religião?

religiaoProvavelmente alguns leitores já devem ter ouvido expressões do tipo: “o ateísmo também é uma religião”, “os ateus também acreditam em algo, como a inexistência de Deus”, “é uma crença como a religião”. Embora quem diga isso às vezes pretenda ser inteligente, na verdade está sendo o oposto porque parte de uma confusão conceitual que não explicada nada. Continuar lendo

Esquerda e direita não se definem por intervenção estatal

Primeira Guerra MundialUma das coisas que muito se fala na internet é que esquerda e direita se definem pelo tamanho do Estado, ou seja, a esquerda seria mais Estado e direita menos Estado, a esquerda é um Estado forte e intervencionista e a direita um Estado liberal, com pouca ou nenhuma intervenção, especialmente na economia. Em geral, são os liberais que dizem isso. E nada poderia ser mais falso.  Continuar lendo

Por que o nazismo era de direita

desfile-tropas-nazistasA confusão que se faz em relação ao nazismo e aos conceitos de direita e esquerda ainda produz muita desinformação na internet. Recentemente, um importante site de notícias veiculou uma matéria questionando se o nazismo era de esquerda ou direita. Entre os vários especialistas entrevistados não houve consenso sobre o assunto, embora ninguém tenha apontado o regime como “de esquerda”. A falta de consenso se deveu ao fato de uma professora explicar o nazismo como “terceira via”, uma alternativa ao socialismo e ao liberalismo. Isso é verdade, mas é preciso dar nome aos bois: nos anos 1920 e 1930 o que se pode chamar de terceira via era a extrema-direita. Continuar lendo

Socialismo é coisa de museu

adeus-leninO que sobrou do socialismo do século XX foi basicamente Cuba e Coreia do Norte. Cuba vive uma transição lenta para o capitalismo e a Coreia continua na mesma onda há décadas: usa seu programa nuclear para barganhar ajuda humanitária dos países desenvolvidos. Na China, o Partido Comunista abriu mão do socialismo há muito tempo para se manter no poder. Em nenhum desses lugares existe mais movimento socialista com pretensões expansionistas nem seus governos têm qualquer interesse para expandir seu modelo social para fora de suas fronteiras. Não há mais nada no mundo que se assemelhe a um Comintern. Não existe mais socialismo. Continuar lendo

O que Fukuyama realmente escreveu em “O fim da História…”

fim do comunismoO livro O Fim da História e o Último Homem, do filósofo Francis Fukuyama, completa vinte e cinco anos. Publicado em 1992, teve origem em um artigo intitulado O Fim da História?, publicado três anos antes, em 1989 na revista The National Interest. Poucas obras que vieram a público neste mesmo espaço de tempo causaram tanta celeuma quanto esta. Celebrada por alguns e odiada por outros, o mundo acadêmico não ficou indiferente a ela. Hoje, com uma leitura atenta da obra e um olhar mais acurado sobre o contexto, é possível inferir que Fukuyama não foi bem compreendido por muitos e possivelmente nem lido por outros tantos. Então, ainda vale perguntar: o que ele realmente escreveu ali?

Continuar lendo